Galeria
TransGranCanaria 2012
Redes Sociais
  • Sem Título
    […]
Actividades/Treinos – Todas
Garmin connect LF201xs
Afis/Ovar

AFIS/Ovar


Meia-Maratona Cidade de Ovar

Meia-Maratona Cidade de Ovar

Serra da Freita – Percursos mágicos

Ontem foi dia de treino e mais uma vez na Freita – Acho que começa a ser um caso sério de paixão :)

Aproveitei para reconhecer um novo percurso, socorrendo-me de partes de outros que já conhecia e/ou tinha feito e juntando, com recurso às maravilhas da tecnologia (Google Maps, RouteConverter, … ), partes novas de ligação entre eles.

Sozinho, ao percorrer alguns dos mais belos trilhos que por lá existem, dei comigo a pensar no trabalho e dedicação de dias, meses, talvez anos que os nossos antepassados tiveram há décadas, centenas ou até milhares de anos atrás, a construir o que à época seriam verdadeiras “auto-estradas” recorrendo, contrariamente ao que se faz agora, a materiais e matérias-primas locais, num verdadeiro exercício de auto-subsistência (que tanta falta nos faz reaprender hoje em dia) e que em alguns aspectos são verdadeiras obras-primas de engenharia (Há uma anedota que conta que naqueles tempos deixavam os burros escolher o caminho, pois eles escolhiam sempre o melhor percurso. Alguém pergunta: “E quando não tem burros?” “Nesse casos chamamos um Engenheiro”, responderam :)   ). E ainda por cima com mais uma vantagem: não deixavam as comunidades locais endividadas para fazer as obras ;)

A minha homenagem a esses heróis por me permitirem, ainda nos dias de hoje, usufruir, desfrutar e tirar prazer do magnifico resultado do seu trabalho !!!

Infelizmente, em muitos casos, depois de um ímpeto inicial, em que foram construídos alguns percursos marcados (PRs), quer seja por falta de manutenção quer seja pelos incêndios que proporcionam depois o aparecimento de espécies invasoras, quer pelos anos sucessivos de abandono da agricultura e das terras, alguns desses magníficos percursos estão, lamentavelmente, praticamente intransitáveis … Uma pena e a merecer outra atenção por parte das entidades responsáveis pela manutenção desses mesmos PRs.

Noutros casos, sobre o pretexto do desenvolvimento (?!?), bulldozers, arrasam em horas o que demorou tantos anos a construir: Já passei duas vezes no que antes era um trilho de pé posto entre a Póvoa das Leiras e o Inicio do Trilho dos Incas e ainda não consegui perceber porquê raio e qual a utilidade de o terem arrasado para fazer um estradão de 300mts que não serve nem populações, nem terrenos e que, aparentemente, não terá qualquer hipótese de continuidade. Talvez tenha sido a obra do ano do presidente da junta lá do sítio; ou então eram as cabras e as ovelhas que reclamavam por darem cabo das unhas sempre que lá passavam :)

Comments are closed.